Home / Notícias
Tarifa de energia residencial cai mais e puxa inflação pelo IPC-S para baixo
Postado por Comunicação CRCPE
01/03/2016

A energia elétrica residencial ficou mais barata e puxou a desaceleração da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) em fevereiro. De uma variação de 1,10% na penúltima semana do mês, o indicador passou para 0,76%, segundo informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com este resultado, o IPC-S acumula alta de 2,56% no ano e de 10,37%, nos últimos 12 meses.

Em fevereiro, a maioria dos grupos registrou desaceleração, com destaque para habitação (de 0,78% para 0,39%). Em alimentação, a taxa passou de 1,40% para 1,07%, em educação, leitura e recreação, de 1,50% para 0,44%, em transportes, de 1,60% para 1,13%, em vestuário, de 0,19% para 0,04%, e em saúde e cuidados pessoais, de 0,75% para 0,69%.
Na contramão, aceleraram as taxas de variação de comunicação (de 0,52% para 0,83%) e despesas diversas (de 1,27% para 1,58%).
Veja a variação de preços de alguns itens:
Tarifa de telefone móvel (de 0,56% para 1,14%)
Cigarros (de 2,40% para 3,28%)
Hortaliças e legumes (de 3,75% para -0,31%)
Cursos formais (de 2,12% para 0,00%)
Tarifa de ônibus urbano (de 3,13% para 1,50%)
Roupas (de 0,03% para -0,11%)
Artigos de higiene e cuidado pessoal (1,13% para 1,00%).

FONTE: G1




Últimas notícias

22/08/2017 - MEIs aumentam sua fatia em novos empreendimentos

22/08/2017 - Contribuinte pode utilizar simulador para facilitar cálculo e simulações do Novo Refis

22/08/2017 - Receita publica Ato Declaratório para esclarecer entendimento sobre o PERT

22/08/2017 - FGTS registra lucro recorde de mais de R$ 14 bilhões em 2016

18/08/2017 - Lista de cargos públicos que serão extintos tem datilógrafo, motorista e fiscal de café



ENDEREÇOS
Sede:
Rua do Sossego, 693, Santo Amaro
CEP: 50100-150, Recife, PE
   
Subsedes e Delegacias
Clique aqui
CONTATOS
(81) 2122-6011
crcpe@crcpe.org.br

 



REDES SOCIAIS